Mutirão de Osasco encerra ações nas regiões do Santa Maria, Metalúrgicos e Raposo Tavares

0
56

Mesmo com o afastamento do prefeito Rogério Lins, que ficou internado 12 dias no Hospital Antônio Giglio após se ferir com a explosão da fogueira no Arraiá do Servidor,  o mutirão “Amor por Osasco” se manteve nos bairros Santa Maria, Metalúrgicos e Raposo Tavares. A primeira-dama e presidente do Fundo Social de Solidariedade, Aline Lins, também se feriu, mas ambos já tiveram alta hospitalar no dia 10/07 e encontram-se em recuperação em casa.

Em sua última reunião,  no Conjunto dos Metalúrgicos, na Emef doutor José Manoel Ayres, Rogério falou da importância do mutirão pelos bairros e também de as pessoas terem a consciência de não jogarem lixo nas ruas e córregos.

O mutirão, que reúne serviços de manutenção e zeladoria, como tapa-buracos, recolhimento de lixo e entulho, remoção e notificação de veículos abandonados, limpeza de boca de lobo, pintura de sinalização de solo, e vistoria às residências para o combate à dengue.

Por conta da quantidade de demandas, a Secretaria de Meio Ambiente segue realizando a poda de árvores até o fim desta semana no IAPI. Na segunda-feira, 15/07, segue para os bairros Santa Maria, Metalúrgico e Raposo Tavares.

O mutirão vai acontecer em todos os bairros da cidade até o final do ano. A ação teve início no Veloso e Bandeiras (22 a 30/4), Helena Maria e Jardim Elvira (2 a 10/5), Jardim D’Abril, Umuarama e Adalgisa (13 a 21/5), Menck e Jardim Platina (22 a 30/5), Jardim Conceição e Novo Osasco (3 a 11/6), IAPI e Piratininga (12 a 19/6), e agora o Santa Maria, Metalúrgicos e Raposo Tavares, onde as equipes permaneceram até o dia 9/7.

“É uma ótima atitude do governo. As agentes de combate à dengue deram várias dicas importantes. Aqui em casa nunca tivemos um caso, mas é sempre bom precaver. A ação ajuda a alertar a população para manter o bairro limpo”, relatou Mauro Martins Nazarini, 47 anos. Ele mora no Santa Maria há 26 anos.

NÚMEROS DO MUTIRÃO

Santa Maria, Metalúrgicos e Raposo Tavares 

Buracos tapados – 497

Residências vistoriadas no combate à dengue – 2808

Criadouros de mosquito eliminados – 1434

Entulho fora das ruas – 330 toneladas

Reparos, consertos e reformas de guias e sarjetas – 13

Bocas de lobo limpas – 460

Roçamento de UBSs, escolas praças e ruas –  6700 m²

Vias sinalizadas: 50

Veículos abandonados removidos das ruas: 8

Notificações de veículos: 35

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui