XII Conferência Municipal de Assistência Social é realizada de forma híbrida

0
41

Organizada pela Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social de Barueri (Sads), por meio da Coordenadoria de Gestão do SUAS (Sistema Único de Assistência) e pelo Conselho Municipal de Assistência Social (CMAS), foi realizada nos dias 6, 10 e 11 de agosto, a XII Conferência Municipal de Assistência Social.

Os debates aconteceram de forma híbrida. Isto significa que algumas pessoas estavam reunidas nos Cras´s e em organizações da sociedade civil e todos “se juntaram” através de transmissões feitas pela internet.

Esse formato foi utilizado pela primeira vez e mostrou-se eficaz, pois sem causar aglomerações, chegou a contar com a presença de 219 pessoas.

O tema da conferência foi: “Assistência Social: Direito do Povo e Dever do Estado, com financiamento público, para enfrentar as desigualdades e garantir proteção social”.

Abertura
No dia 6 de agosto, durante a abertura, a secretária da Sads, Adriana Bueno Molina, ressaltou que o tema da Conferência era importante e abrangente. Ela comentou sobre os investimentos feitos pela cidade de Barueri na área da assistência social que têm garantido a proteção social e o enfrentamento das desigualdades: “inauguramos o Cras Paulista, o Silveira está com nova estrutura, teremos um prédio novo para o Cras do Imperial, temos novas instalações para o Creas e ainda há um planejamento para a construção de um sétimo Cras, no Jardim dos Altos”, pontuou Adriana.

A secretária destacou outro assunto: “devemos fazer uma reflexão sobre o atendimento pós-pandemia e pensar no desafio de trabalhar com essas famílias, visando a retomada de suas vidas”.

Valéria dos Santos Alves Dias, presidente do CMAS, ressaltou a importância das pré-conferências, onde vários assuntos importantes vieram à tona, trazendo reflexões profundas, e sugeriu “manter a conexão com os territórios para fomentar debates”.

Palestra
Doutora em Serviço Social pela PUC-SP, Abigail Torres foi a palestrante convidada.  Abigail destacou que as conferências são um espaço para avaliação. “Há uma prestação de contas do Estado e fazemos as análises dos desafios”, detalha. A doutora frisou que o assunto central é a pandemia e os consequentes desafios que ela trará para a área da assistência social.

Debates
Nos dias 10 e 11 aconteceram os debates sobre os eixos temáticos propostos. Cada “território” ficou com um assunto que foi previamente debatido. As votações das propostas que serão encaminhadas para a Conferência Estadual foram feitas por todos os grupos.

Também foram eleitos os delegados que representarão o município na Conferência Estadual. São eles: Luzia dos Santos Harmatiuk e Andreia de Souza (titulares); Daiana Barbosa da Silva; e Nalú Albuquerque de Brito (suplentes), representando os usuários dos serviços.

Foram eleitos delegados representantes do governo: Janaina Maria da Silva Barjud e Danilo Silva Nakashima (titulares) e Matheus de Carvalho Hernades e Zilda Cavalcante (suplentes)

Participaram da Conferência, trabalhadores, técnicos e usuários dos serviços dos seis Cras (Belval, Silveira, Imperial, Engenho Novo, Mutinga e Paulista); Creas; e das 19 organizações da sociedade civil, todas inscritas no CMAS.

Fonte: Secom – Prefeitura de Barueri