Prêmio Barueri de Literatura é entregue aos ganhadores da 17ª edição

0
20

A 17ª edição do Prêmio Barueri de Literatura da Secretaria de Cultura teve sua noite de gala na sexta-feira (dia 5) com a entrega dos troféus e livros para os ganhadores nas categorias Poesia e Contos. A cerimônia foi realizada no Centro de Eventos, Vila Porto, com o cumprimento dos protocolos sanitários.

Os 250 inscritos transferiram em seus textos impressões sobre o cenário pandêmico de 2020. Destes, 20 foram selecionados nas categorias “Poesia” e “Conto Adulto” (acima de 18 anos) e “Poesia” e “Conto Juvenil” (13 a 17 anos) e “Poesia” e “Conto para não residentes”.

O resultado desse trabalho foi editado no livro “Olhares em tempos de pandemia”, cujos exemplares produzidos pela Secretaria de Cultura foram distribuídos entre os vencedores.

O secretário de Cultura, Jean Gaspar, enalteceu os participantes por se engajarem no concurso. “A arte tem o papel, além de embelezar o mundo, de falar sobre o cotidiano. Tenho a esperança com esses relatos sobre a pandemia de que não fiquem guardados e que as gerações futuras possam ter acesso a eles. Espero também que não cometam os mesmos erros e, assim, possamos no futuro respirar um mundo melhor”, disse o secretário.

Fomento à Cultura
“Para mim, os concursos são pontos de influência para testar a escrita. É quarta vez que participo e finalmente chegou o meu momento. É uma honra participar desse fomento à Cultura”, disse o professor da rede municipal de Barueri, Alexandre Felipe de Souza que conquistou o 1º lugar na categoria Poesia Adulto com a sua poesia “Este ano”.

Ester Fernandes Martins dos Santos, de 18 anos, com a sua poesia “Ponto final” foi a primeira colocada na categoria Juvenil e disse que viu uma chance no Prêmio Barueri de apresentar o seu trabalho para mais pessoas.

“Sempre escrevi poesia, nunca achei que alguém fosse ler. Esta é uma oportunidade de mostrar e expressar o que estava sentindo. Acho que muitas pessoas vão ler e se identificar”, conta.

O professor de geografia Roberto Carlos Soares Sobrinho, morador de Santo André, ganhador na sua categoria não residente de Poesia Adulto, afirmou que estabeleceu uma relação com Barueri através da Literatura participando em edições anteriores.

“A gente sente uma dificuldade muito grande na valorização da Literatura no país. São poucas prefeituras e órgãos que se interessam pela Arte, então quero parabenizar Barueri por valorizar a Literatura porque é um prêmio que chega a muitas pessoas de forma tão bela”, contou o professor, autor da obra poética “Quinta-feira”.

Fonte: Secom – Prefeitura de Barueri