Prefeitura faz integração dos selecionados do Bolsa Trabalho

0
40

O auditório da Arena Barueri foi o palco nesta sexta-feira (11 de março) da integração dos selecionados no Programa Bolsa-Trabalho, que iniciam suas atividades na administração municipal a partir de segunda-feira (14 de março). Compareceram à cerimônia 96 pessoas dos 140 aprovados (outros 50 nomes estão na lista de espera), que foram recepcionados pelos representantes das várias Secretarias participantes do programa.

O programa Bolsa-Trabalho é uma iniciativa do Governo do Estado de São Paulo, que tem Barueri como parceira por meio da Secretaria de Indústria, Comércio e Trabalho (Sict). Durante cinco meses os selecionados recebem uma bolsa auxílio no valor de R$ 535,00, trabalham por quatro horas diárias em setores da administração municipal, fazem curso de qualificação profissional, recebem cesta básica e vale-transporte – estes dois últimos benefícios concedidos exclusivamente pela Prefeitura.

“Somos a segunda cidade em geração de emprego no Estado, só perdendo para a Capital, e a nona do país, acima de muitas capitais. Para isso estamos trabalhando muito e num momento sensível como o que estamos vivendo. O dia de hoje é mais uma demonstração disso”, disse o secretário de Indústria e Comércio, Joaldo Macedo Rodrigues – o Magoo -, dando as boas-vindas aos novos colaboradores.

Oportunidade valiosa
Trata-se de uma oportunidade valiosa em tempos de crise econômica e social. Como é a situação de Cinthia Lima, promotora de eventos, que aguardava ansiosa para conhecer qual área iria trabalhar. “Meu sonho é fazer faculdade de serviço social, ajudar as pessoas e dentro da Prefeitura espero me desenvolver para atuar nessa área no futuro”, disse a mãe de Aisha, de três anos, moradora do Jardim Tupã. “Essa oportunidade veio a calhar porque tenho um tempo para trabalhar e cuidar da minha filha”, completou.

A carga horária, aliás, é um forte atrativo do programa, conforme afirma o motoboy Gilvan Damasceno, 50 anos, do Parque Imperial. “É um ‘fôlego’ importante nestes tempos de crise”, disse, ao ressaltar a oportunidade em fazer um curso profissionalizante sem deixar de exercer suas corridas na moto.

Caso também da estudante de comércio exterior, Graziela dos Santos Macedo, de 33 anos e mãe de três filhos. Ela é moradora do Parque Viana e participa do programa pela segunda vez. Na primeira, ela trabalhou no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), do Jardim Paulista. “Um apoio para voltar ao mercado e atuar com mais experiência”, afirmou ela, ao ressaltar que a carga horária permite conciliar os estudos com a criação dos filhos.

A cerimônia de integração contou com a presença do vice-prefeito Beto Piteri, vice-prefeito e secretário de Obras, que destacou a maioria dos selecionados serem mulheres, em situação semelhante a de Cynthia e Graziela: “Estamos vivendo uma situação muito difícil, com pandemia e agora a guerra, e nossa gestão que pensa no conjunto da população e todos são muito bem vindos à administração municipal”.

Boas-vindas
Participaram do evento os secretários das pastas envolvidas no programa: Joaldo Macedo Rodrigues, o Magoo (Indústria, Comércio e Trabalho), Beto Piteri (Obras), Cilene Bittencourt (Administração), Tom Moises (Esportes), Adriana Bueno Molina (Assistência e Desenvolvimento Social) e Gregório Maglio (Habitação).

Os cursos oferecidos pelo programa Bolsa-Trabalho são os seguintes: Auxiliar de Controle de Produção e Estoque, Gestão Administrativa, Gestão de Pessoas, Organização de Eventos, Rotinas e Serviços Administrativos, Secretariado e Recepção (todos pela Universidade Virtual do Estado de São Paulo – Univesp). Também há a possibilidade de os participantes optarem pelos cursos de Educação para Jovens e Adultos (EJA),  para o bolsista não alfabetizado e que mesmo com o auxílio de monitoria não tenha condições de realizar os cursos da Univesp.

Fonte: Secom – Prefeitura de Barueri