Demutran aborda mudanças do CTB em palestras para motoristas

0
20

Na Semana Nacional do Trânsito em que Barueri teve como temática “Respeito e responsabilidade: pratique no trânsito, Secretaria de Segurança e Mobilidade Urbana (SSMU), por meio do Demutran, realizou uma série de palestras, no período de 20 a 24 de setembro, para motoristas das Secretarias municipais. Aos condutores foram explicados “os efeitos da pandemia para o trânsito” e as mudanças da nova Lei 14071/2020 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

Todas as palestras foram ministradas no auditório da SSMU, na rua da Prata, 725, no Jardim dos Camargos (bairro Boa Vista), pelo agente Marcelo Pascoal com apoio do diretor Jaime Matos e demais componentes do Deteq (Divisão de Educação para o Trânsito, Estatística de Qualidade), departamento ligado ao Demutran.

Na primeira da série, na segunda-feira, dia 20, Pascoal falou sobre o comportamento dos motoristas, mostrando a eles a importância de terem uma atitude correta no trânsito e que existe uma lei que deve ser respeitada para preservação das suas próprias vidas.

Além da atuação na SNT, o Demutram tem ainda proferido palestras em locais como empresas e escolas. “O tema no Brasil e exterior é a segurança, sempre abordando o comportamento. E a psicologia tem entrado na discussão desse assunto para entender o ser humano no trânsito”, ressaltou Pascoal.

Blitzes
Fora as palestras, o Demutran, em conjunto com as empresas CCR, Ifood, Porto Seguro e Yamaha, realizou quatro blitzes educativas. A primeira delas para ciclistas, no domingo, dia 19, na Via Parque, perto do Parque Ecológico de Barueri; a segunda para pedestres, na segunda-feira (20), antes do Km 26, na passarela da rodovia Castello Branco.

A terceira e a última blitzes foram para motociclistas, sendo uma na terça (21), no estacionamento de motos, na alameda Madeira, em Alphaville, e a outra na quinta (23), na praça de pedágio do Km 21 da rodovia Castello Branco. Em todas as blitzes, os participantes receberam material informativo e brindes promocionais. Os motociclistas tiveram, especificamente, orientações sobre “ponto cego” e frenagem.

Alterações do CTB
Nas palestras, Pascoal apresentou tópicos das mais de cinquenta alterações da nova lei do CTB com ênfase para o comportamento e atitudes corretas que fazem a diferença no trânsito. “O motorista pode trabalhar preventivamente. Não cometendo infrações, o condutor não tomará multas e não correrá riscos de morte. Sempre no trânsito, o sentido é a vida. Pense de forma preventiva e oriente amigos”, disse o agente do Deteq.

Dentre as mudanças do CTB, que impactarão a vida dos condutores brasileiros, está o limite de pontos na CNH, bem como da sua validade. Porém, ainda há outras medidas importantes que merecem a atenção dos motoristas. Por exemplo: aumento da validade da CNH; novo prazo máximo para julgamento de recursos; exame toxicológico obrigatório para obtenção, renovação de CHN nas categorias C,D e E; aumento do prazo para indicação do condutor infrator; e criação da multa para quem parar em ciclovia ou ciclofaixa.

Riscos ao volante
Em decorrência da pandemia da Covid-19, muitas pessoas perderam seus empregos e buscaram alternativas para gerar renda, passando a trabalhar como motoristas de aplicativo e entregas rápidas em motos. Segundo o palestrante, “essas pessoas, principalmente por falta de preparo e por terem pouca noção de direção defensiva e legislação, se envolvem em acidentes ou causam acidentes”.

Diante disso, Pascoal sugere a criação de uma legislação específica para esses profissionais, para que os condutores entendam melhor as regras de trânsito. “Legisladores, os órgãos de trânsito precisam agir rápido nisso. Por que os taxistas devem ter cursos e serem credenciados, e Ubers não?”, questionou o palestrante. “Hoje é um risco você pegar um Uber. Não se sabe o preparo que a pessoa teve para dirigir um veículo, que é uma arma nas mãos de quem não tem preparo adequado”, acrescentou o agente do Demutran.

Fonte: Secom – Prefeitura de Barueri