Campanha arrecada dinheiro para cadeirante em Osasco

0
62

A cadeirante Sandra Andrade da Silva, que vende doces nas ruas de Osasco, é uma figura muito querida dos funcionários e dos cidadãos que frequentam a Câmara Municipal de Osasco. A comerciante é portadora de paralisia cerebral e frequenta o Legislativo osasquense todas as terças e quintas-feiras. Ela lançou uma campanha para arrecadar fundos para custeio das despesas de sua cadeira de rodas motorizada.

Sandra está pedindo ajuda online, por meio do site Vakinha, para que possa quitar a dívida da cadeira de rodas e das altas despesas de manutenção com o equipamento.

Segundo a ambulante, a cadeira de rodas é hoje o principal meio que dispõe para poder trabalhar. “Ela me dá hoje maior mobilidade e, para que eu consiga pagar minhas despesas e a prestação dela, preciso ir às ruas vender as guloseimas nos pontos de ônibus. A receita diária, hoje, não permite que eu consiga quitar esta dívida”, justifica.

Aos 49 anos de idade, Sandra tem paralisia cerebral desde que nasceu. A deficiência faz com que ela tenha muitas dificuldades para falar e se locomover.

Sandra recebe um auxílio da Previdência Social por ser portadora de deficiência. No entanto, a cadeirante usa o benefício para pagar uma cuidadora, já que os problemas motores a impedem de realizar sozinha atividades simples do dia a dia, como ir ao banheiro, por exemplo.

Moradora do bairro Jardim Conceição, Sandra é vendedora ambulante desde quando morava em Ferraz de Vasconcelos, na Grande São Paulo.

A ambulante mudou-se para Osasco há 19 anos e, desde então, tem comercializado doces, balas, chocolates, amendoins e salgadinhos pelas ruas da cidade para sobreviver.

O link para acessar o site Vakinha e colaborar com a Sandra é:

https://www.vakinha.com.br/vaquinha/uma-cadeira-para-a-sandra?utm_campaign=whatsapp&utm_content=289213&utm_medium=website&utm_source=social-shares

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui