UBS Adauto Ribeiro retoma Grupo de Orientação Nutricional

0
75

Após quase dois anos de suspensão por conta da pandemia, o Grupo de Orientação Nutricional, que tem como objetivo o combate à obesidade e demais doenças decorrentes (diabetes, hipertensão, doenças articulares e circulatórias etc.) voltaram a funcionar na UBS Dr. Adauto Ribeiro (que, devido a reforma, está atendendo no prédio da UBS Benedicta Carlota).

“Dividimos as 25 pessoas encaminhadas pelos médicos e triadas na própria UBS em cinco grupos para evitar aglomerações e prevenir a transmissão da Covid-19”, lembra Julieta Harumi Tajima, nutricionista e responsável-técnica pelo Grupo.

Estão previstas quatro reuniões coletivas mensais e também consultas individuais, que serão marcadas de acordo com a evolução dos usuários. Os pacientes (mulheres em sua maioria) têm o IMC (Índice de Massa Corporal) aferido já na primeira reunião. Elas também preenchem um questionário e recebem uma apostila.

Os pacientes aprendem a identificar os bons alimentos e os nocivos: os “naturais”  (frutas, verduras etc.); os “minimamente processados” (pães caseiros e outros); os “processados” (enlatados, embutidos etc.) e os “ultraprocessados” (sucos em pó, salgadinhos empacotados etc…). “As pessoas são instruídas a ler os rótulos das embalagens e a não se deixar levar pelas propagandas”, revela Julieta.

Muitas outras dicas para mudança dos hábitos alimentares, simples substituições de itens da dieta, revisão das listas de compras, dedicação exclusiva à refeição, estabelecimento de tarefas e metas e planejamento de cardápio são fornecidas.

“É muito importante que as pessoas que estão com sobrepeso ou já obesas se conscientizem, se esforcem para mudar e não esperem resultados rápidos e milagrosos. Não existe transformação sem ação”, deixa bem claro a nutricionista.

Viver mais e melhor
Renildes Souza Santos, costureira, 59 anos, moradora do Jardim dos Altos, explica por que resolveu participar do Grupo de Orientação Nutricional: “quero cuidar melhor da minha saúde e envelhecer bem”, afirma.

Ela estuda a possibilidade de integrar também o Projeto Vidativa (de combate ao sedentarismo), que a Secretaria de Saúde mantém em parceria com a Secretaria de Esportes. As atividades vão retornar no próximo dia 2 de fevereiro (quarta-feira) às 8h30 no Ginásio do Parque dos Camargos (Al. Antuérpia,119).

Os integrantes do grupo são indicados por encaminhamento médico.

Índice de Massa Corporal
O IMC é calculado dividindo-se o peso da pessoa pela sua altura elevada ao quadrado. Até 24,99, o índice é considerado “normal”; de 25 a 29,9, “sobrepeso”; de 30 a 34,99, “obesidade grau 1”; de 35 a 39,9, obesidade grau 2 e acima de 40, “obesidade mórbida”.

Fonte: Secom – Prefeitura de Barueri