Telenovela é o tema da oficina da Secretaria de Cultura e Turismo em parceria com o MIS

0
38

Uma das principais manias nacionais será o tema de uma oficina gratuita oferecida pela Secretaria de Cultura e Turismo de Barueri com a parceria do programa Pontos MIS (Museu da Imagem e do Som). A “Telenovela no Brasil e na América Latina: história e atualidade” é o título da oficina que será conduzida pelo dramaturgo, roteirista e diretor teatral Lucas Martins Néia. Ela acontece de 12 e 16 de julho, a partir das 19h, transmitida via internet.

Serão oferecidas 50 vagas por cidade, com aulas ao vivo com duração de duas horas. As inscrições estão abertas para qualquer interessado que tenha mais de 14 anos de idade, além de estudantes de graduação e de pós-graduação em Comunicação, Rádio e TV, Audiovisual, Multimídia e áreas afins. Roteiristas, dramaturgos e escritores (iniciantes ou não) também poderão aproveitar os conhecimentos transmitidos pela oficina.

As inscrições serão via Sympla. O link de acesso à aula será enviado automaticamente ao aluno no e-mail cadastrado na ficha de inscrição assim como o certificado.

A telenovela é um dos principais produtos culturais do Brasil e certamente tem impacto significativo no imaginário popular há pelo menos 50 anos. Atualmente, seu futuro é colocado em dúvida diante do crescente sucesso avassalador das séries estrangeiras disponíveis on-line nas chamadas plataformas streaming em telas de celulares, notebooks e tablets. Esses e outros assuntos serão abordados na oficina dos Pontos MIS.

“A atividade se desenvolve a partir desses eixos, privilegiando a questão da memória – histórica e afetiva – e comparando a telenovela brasileira a outros modelos dramáticos de sucesso na América Latina, ontem e hoje”, segundo a discrição contida no site do evento. 

Os principais objetivos da atividade são apresentar aos participantes o processo histórico da telenovela brasileira, destacando a importância dessas ficções no cenário audiovisual do País; evidenciar as potencialidades das narrativas televisivas como locais de recuperação, produção, atualização, irradiação e manutenção da memória – individual ou coletiva; estimular a compreensão da história do Brasil moderno por meio do entrecruzamento entre telenovela, cultura e sociedade entre outros.

Sobre Lucas Néia
Doutor em Comunicação pela ECA-USP e bacharel em Artes Cênicas pela UEL (Universidade Estadual de Londrina) – PR. Também é oficineiro e palestrante do Programa Pontos MIS. Em 2018, assinou a dramaturgia do espetáculo Trans(in)lúcido, produzido pela Cia. Suspeita de Teatro (São Paulo/SP). Em 2017, a serviço da produtora angolana Envolve, integrou a sala de roteiro da série de TV O Game.

Fonte: Secom – Prefeitura de Barueri