Saúde promove um dia especial para mulheres do programa Vida Ativa

0
46

É preciso dizer sim para a saúde da mulher: esse foi o lema do encontro “Celebrando a vida mulher”, promovido no dia 25 de março (sexta-feira) no Ginásio de Esportes José Corrêa pela Secretaria da Saúde por meio da Coordenadoria de Ações Básicas em Saúde (Cabs). Esse foi um dia repleto de informação e bem-estar às participantes do programa Vida Ativa, que funciona em parceria com a Secretaria de Esportes.

As mulheres são a grande maioria no programa Vida Ativa, que atende pacientes com comorbidades (hipertensão, diabetes, colesterol e triglicérides altos). O evento promoveu diversas ações, como alongamento, caminhada, sessão de auriculoterapia, aferição de pressão arterial, além de rodas de conversa sobre nutrição, saúde mental e autoestima.

“Barueri é a cidade que valoriza a força feminina. Isso é visto por meio da nossa ampla assistência dada à saúde da mulher”, destaca o secretário de Saúde, Dionísio Alvarez Mateos Filho, que enalteceu o trabalho da Cabs e a parceria com a Secretaria de Esportes.

“Uma das grandes formas de resolver os problemas de saúde é quando se trabalha a mente. E a atividade física possibilita esse trabalho forte na mente. Às vezes sofremos de ansiedade, por exemplo, e muitos desses problemas são minimizados com atividade física”, ressalta o secretário de Esportes, Tom Moises.

Tudo melhora
O programa Vida Ativa, em convênio com a Secretaria de Saúde, tem o objetivo de promover mais qualidade de vida e combater o sedentarismo por meio de atividades físicas oferecidas nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs).

A dona de casa Antônia Sileide Bezerra, de 58 anos, está há três anos do programa e já viu os resultados do novo estilo de vida. “Adoro fazer parte do programa, não posso perder. Eu faço caminhada, alongamento, pulo corda e me sinto muito bem. Eu tinha dor no joelho e agora não sinto mais nada, eu não me agachava e agora eu consigo. Adoro tudo no programa, a gente faz amizades, sai de casa e distrai a mente. É muito bom!”, conta.

Já a aposentada Roseli Aparecida da Silva, de 62 anos, está há apenas um mês no programa, mas já percebeu um grande avanço na sua qualidade vida. “Eu estou vendo muita coisa boa na minha saúde. Estou com menos ansiedade, parei de tomar remédios, estou dormindo melhor. Estou me sentido muito bem”, garante.

Fonte: Secom – Prefeitura de Barueri