Prefeitura dá início à retomada de ações de controle da Dengue e de outras doenças para o próximo ano

0
20

A Prefeitura de Barueri já está se preparando para as ações de combate ao mosquito da Dengue, sobretudo nesta época do ano de calor intenso e de chuvas. No auditório da Secretaria dos Direitos da Pessoa com Deficiência (SDPD) foi realizada uma reunião da Comissão para Mobilização de Ações no Controle de Dengue, instituída pela Portaria 189, de 19 de agosto de 2021. 

O combate ao mosquito tem a articulação da Secretaria de Saúde em conjunto com as demais Pastas da municipalidade, dando continuidade às ações para redução da reprodução do mosquito Aedes aegypt, transmissor da Dengue e de outras doenças como a Febre Amarela, Zika e Chicungunha.   

Brigadas da Dengue 
De acordo com o Decreto 9086, de 29 de janeiro de 2020, todas as Pastas da municipalidade devem criar em seus serviços brigadas de combate à Dengue. Essa brigadas são comissões locais que realizam ações diárias de fiscalização e zeladoria para retirar recipiente com água parada, bem como a limpeza do ambiente para que sejam minimizadas situações que provoquem a proliferação do mosquito. E, com isso, incentivando os munícipes a cuidarem de seus imóveis adotando o mesmo procedimento de prevenção. 

Campanha de combate à doença 
Durante o encontro foram mostradas ações que podem informar a população sobre o combate à doença e, principalmente, evitar a multiplicação do mosquito, vetor de transmissão que precisa de condições ideais para transmissão e subsistência.   

Verão e chuvas 
Esse combate precisa ser mais intensificado em períodos de calor e chuva intensos, como no verão, que favorecem a multiplicação do inseto no acúmulo de água parada em recipientes como pneus velhos, vasos, vasilhames sem uso etc, condição ideal para o desenvolvimento do mosquito e sua replicação. O cuidado, porém, tem de ser feito durante todo ano, pois os ovos do inseto podem permanecer na parede dos recipientes por até um ano. 

Apoio dos munícipes 
A colaboração dos moradores é muito importante, evitando o acúmulo de materiais e de entulho, que possibilitem a retenção de água. 

Para a coordenadora da Vigilância Sanitária da Secretaria de Saúde de Barueri, Rosana Ambrogini, o trabalho integrado do poder público com a população é fundamental. “Da mesma maneira que as brigadas atuam nos próprios dos serviços públicos municipais, os munícipes devem ter este olhar de cuidado com os seus lares, eliminando os criadouros do mosquito, já que 80% deles são intradomiciliares, ou seja, dentro do próprio domicílio”, alerta Rosana.

Fonte: Secom – Prefeitura de Barueri