Égua socorrida à beira da morte pelo Resgate Animal auxiliará pessoas em programa de Equoterapia

0
90

O Resgate Animal, serviço da Secretaria de Recursos Naturais e Meio Ambiente (Sema) de Barueri, atendeu uma denúncia anônima no dia 20 agosto de 2020. Era uma égua vítima de maus-tratos e que estava muito debilitada em um terreno no bairro Chácaras Marco. O atendimento envolveu vários profissionais, pois o animal se encontrava muito fraco fisicamente, sem se alimentar havia vários dias. 

Os funcionários do Cepad II (Centro de Proteção ao Animal Doméstico), vinculado à Sema, responsáveis pelo resgate, salvaram o animal do eminente risco de morte e o encaminharam para tratamento. A égua passou por vários cuidados com veterinários, tratadores e demais profissionais do Cepad II.  Ela foi batizada carinhosamente pela equipe com o nome de Glória.  

A veterinária Camilla Panizza de Camargo lembrou da dificuldade do resgate e do tratamento de um animal tão debilitado. Mas com muita dedicação e amor, sua condição mudou a ponto de hoje fazer parte do plantel do programa de Equoterapia, que atende usuários da Secretaria Direitos da Pessoa com Deficiência (SDPD). 

“A vida daquela égua ficou por um fio. Foi preciso dar suporte energético para que ela pudesse ser removida. Ela tinha feridas na pele, estava com muitos carrapatos e extremamente debilitada. Tivemos que preparar uma baia com piso antiderrapante para que ela pudesse ter um pouco de conforto e conseguisse levantar sem se machucar”, afirmou Camilla. 

Gloria logo virou o xodó do departamento. “Após um longo período de cuidados especiais, ela ficou apta para ser adotada. Entramos em contato com o Departamento de Equoterapia do município e eles prontamente vieram avaliar se ela tinha perfil para atuar como terapeuta, auxiliando pessoas com necessidades especiais.  Ela passou pelos testes, fizemos ajustes em seu manejo e tão logo a autorização para adoção saiu, ela foi transferida para seu novo lar”, lembra.  

A veterinária ressalta que resgates como o de Glória nem sempre tem um final feliz. “Mas quando a gente consegue devolver ao animal plenas condições de vida e bem-estar, a sensação é de muita alegria e gratidão”.  

Uma nova jornada 
Depois de totalmente recuperada, a égua foi encaminhada ao Centro Municipal de Equoterapia de Barueri, em Alphaville, para os atendimentos dos usuários da SDPD.  O departamento é responsável pelo tratamento de pessoas com deficiência através da Equoterapia. Trata-se de um método terapêutico que utiliza o cavalo numa abordagem transdisciplinar, interdisciplinar e multidisciplinar nas áreas da educação, saúde e equitação. É indicada para os quadros de problemas motores, comportamentais, cognitivos e emocionais. O atendimento compreende cerca de 300 pessoas.   

A coordenadora do Centro Municipal de Equoterapia de Barueri, Eliane Cristina Baatsch, que participou do processo de chegada e adaptação da égua Gloria, enfoca que ela vai auxiliar muitas pessoas com deficiência no processo de habilitação e reabilitação, proporcionando melhoras na qualidade de vida. 

De acordo com Eliane, ela ainda está em processo de treinamento e assim que estiver preparada começará nos atendimentos. “Desde que chegou ao Centro de Equoterapia tem demonstrado bom temperamento, interação e adaptação”, reforça a responsável técnica pela unidade. 

Daqui a poucos dias, portanto, Glória “renascida” ajudará as pessoas com deficiência a ter uma qualidade de vida melhor.

Fonte: Secom – Prefeitura de Barueri