HMB realiza, em média, mais de 420 cirurgias ambulatoriais por mês

0
79

Esses procedimentos, feitos com alta tecnologia, permitem internação e alta hospitalar no mesmo dia

Entre janeiro e julho de 2021, o Hospital Municipal de Barueri Dr. Francisco Moran (HMB) realizou 2.957 procedimentos cirúrgicos ambulatoriais – uma média de 420 procedimentos para cada mês. Essas cirurgias são realizadas no setor de Unidade de Cirurgia Ambulatorial (UCA) e são classificadas como internação de Hospital Dia, ou seja, o paciente permanece na unidade apenas por um período de até 12 horas.

“O Hospital Dia funciona como uma assistência intermediária entre a internação hospitalar e o atendimento ambulatorial. Nesse departamento são feitos procedimentos de baixa complexidade, como, por exemplo, cirurgias de catarata, vasectomia, fimose e hérnia umbilical”, explica Edneia Siqueira, diretora de enfermagem do HMB. 

O maior atendimento do setor é da cirurgia plástica, que envolve correção de cicatrizes, retirada de quelóides, remoção de cistos sebáceos e ressecção de tumores cutâneos. Até julho deste ano foram feitas 1.171 cirurgias plásticas, o que representa 40% do serviço. “É importante destacar que esses procedimentos, realizados com todo o protocolo de segurança de centro cirúrgico e com anestesia local, são extremamente resolutivos e também repercutem na autoestima do paciente”, explica Rogério Mendes, coordenador de cirurgia plástica da unidade. 

A segunda maior demanda da UCA é a área de oftalmologia: 23% do atendimento, com procedimentos que duram cerca de 35 minutos, como cirurgias de glaucoma, pterígio e catarata. “Na cirurgia de catarata, removemos o cristalino opacificado, que é uma condição que aparece com a idade, como parte do envelhecimento natural. São realizadas micro incisões para retirada do cristalino doente e é colocada uma lente intraocular. E essa lente é a única prótese da medicina que restabelece 100% da função. Sendo assim, depois da intervenção, o paciente é capaz de voltar a ter 100% da visão, se não tiver outras complicações além da catarata”, esclarece Heloísa Nascimento, coordenadora de oftalmologia do hospital.

As cirurgias ambulatoriais são programadas para um atendimento objetivo e rápido. O paciente dá entrada no HMB, passa pelos processos da internação, como checagem de documentação e exames, é atendido, tratado, recebe as instruções para o período pós-cirúrgico e logo recebe alta.

Vale ressaltar que esses procedimentos são bastante complexos, mas devido à alta tecnologia, podem ser realizados de forma ágil e transformam a qualidade de vida e o bem-estar do paciente, e também beneficiam a saúde emocional dos familiares.

Fonte: Secom – Prefeitura de Barueri