Fundo Social descentraliza cursos e já beneficia mais de 600 pessoas só neste ano

0
68

 

Casada, mãe de dois filhos e desempregada há dois meses, Andreza Mattias, de 33 anos, não pensou duas vezes: matriculou-se no curso de Manicure e Pedicure, do Fundo Social de Solidariedade de Jundiaí. Porém, a sua participação só foi possível graças à descentralização da capacitação, que chegou ao Jardim Santa Gertrudes. “Sem trabalhar e com uma casa para cuidar, seria impossível gastar o pouco orçamento com transporte até o bairro Anhangabaú, onde fica a sede do Funss. Estou muito feliz em me qualificar há poucas quadras da minha residência”, explicou.

A ideia de Andreza é garantir o certificado de conclusão e, em seguida, ampliar a renda da família: “Infelizmente, meu esposo também perdeu o emprego de ajudante geral. Por isso, é o momento de ser estratégica e ir à luta. Tenho certeza conseguirei muitas coisas a partir desta capacitação”.

De acordo com a professora do Fundo Social, Andréia Silva, o curso descentralizado, realizado na Paróquia Santa Gertrudes, possui o mesmo conteúdo programático das aulas realizadas nas dependências do Fundo Social. Nas aulas, as alunas aprendem sobre cuticulagem, esmaltação, finalização, bem como higienização das peças e organização da área de trabalho. “Ao concluir o módulo, elas estarão prontas para trabalhar em um salão de beleza ou para empreender”, explicou.

Andreza: qualificação há poucas quadras da própria residência

Já o curso de Automaquiagem ocorre no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) Santa Gertrudes. “Uma amiga me indicou e eu fiz a matrícula para aprimorar meus conhecimentos”, contou Roselene Tereza de Souza. Natural do Piauí, a dona de casa vive em Jundiaí há, aproximadamente, quatro anos e se vira como pode para ajudar no orçamento da família: “Faço bicos como manicure e pedicure e designer de sobrancelhas. Mas, meu sonho é montar o meu próprio negócio”.

Além destes, outros cursos estão em andamento em diferentes bairros da cidade. Segundo a diretora do Fundo Social, a descentralização atende a um compromisso do Governo em levar o conhecimento e a capacitação profissional onde a população se encontra. “Há diversas regiões bastante afastadas na área central do município e que possuem estrutura para receber os nossos cursos. Por isso, não medimos esforços para programá-los, de acordo com a necessidade de cada local”, explicou.

De janeiro até maio, 651 vagas gratuitas foram descentralizadas e disponibilizadas à população. Também já foram contemplados bairros como Morada das Vinhas, Vila Esperança, Jardim Novo Horizonte, Jardim das Tulipas, Almerinda Chaves, Traviú e Ivoturucaia, entre outros. “Outras localidades também estão programadas para receber módulos de qualificação profissional, ampliando o acesso aos cursos”, contou a diretora.

Informações sobre cursos gratuitos de qualificação profissional e a descentralização de módulos podem ser obtidas pelos telefones (11) 4521-2762, 4521-2929 e 4521-6833.