Em boas mãos: médica obstetra de Barueri já realizou mais de 20 mil partos

0
96

Esta matéria faz parte da série “Mulher Protagonista”, produzida pela Prefeitura de Barueri em homenagem ao Dia Internacional da Mulher 2021. De 8 a 12 de março estão sendo publicadas reportagens com foco no protagonismo da mulher barueriense.

Na Maternidade Municipal de Barueri são realizados em média 300 partos por mês. Seja por meio de um parto normal ou cesárea, para que cada um desses nascimentos pudesse acontecer de forma segura, contaram com o talento os profissionais de obstetrícia, principalmente. Porém, no mês das mulheres, o destaque é para a dedicação da médica obstetra Marcia Zugaiar Buchala, a “parteira” que já ajudou a trazer ao mundo cerca de 25 mil bebês.

Médica há 40 anos, a experiente obstetra de 62 anos de idade, também atua como diretora técnica da Maternidade Nair Fonseca Leitão. Marcia conta que após passar por vários hospitais de São Paulo, deu início à sua história em Barueri ainda na década de 1990, quando ingressou por meio de concurso público. Aposentou-se em 2013, mas ainda continua sua missão de garantir bons partos para as gestantes baruerienses.

“Em 1997 comecei minha jornada em Barueri, onde permaneço até hoje. Mesmo aposentada continuo trabalhando diariamente, porque a obstetrícia faz parte da minha vida”, revela.

Com seu jeito atencioso, divertido e “pra cima”, as rotineiras visitas aos quartos das pacientes pós-parto realizadas pela médica acabam tornando-se mais que um protocolo, e sim um importante acolhimento humano.

“A palavra obstetrícia deriva do verbo ‘obstare’, que em latim significa ficar ao lado, e, como o próprio nome diz, é essencial que o profissional dessa área fique ao lado da mulher num momento tão especial, dando-lhe suporte emocional e assistencial, respeitando seu momento, seus limites e direitos”, explicou a obstetra.

Encontro de almas
“Sabe aquela pessoa que você já conhece há muitos anos? Foi um encontro tão natural, parecia que ela já fazia parte da minha vida”, conta a gerente de RH Pedrina Rodrigues da Silva com carinho sobre o seu primeiro encontro com Márcia, e   confirma o quanto o acolhimento diferenciado da doutora foi importante há 28 anos.

“Eu tive um parto perfeito e tranquilo. É muito importante contar com um médico que possa confiar, ainda mais uma médica que te acolhe depois do parto. Existem muitos médicos que fazem o parto e depois não mantêm esse contato. Eu tive essa ligação com a doutora Márcia. Me lembro dela indo me ver no quarto o tempo todo e dar notícias do meu filho, já que naquela época não poderia manter mãe e bebê no mesmo quarto”, relata a mãe.

O fato é que Pedrina continuou fazendo parte da vida de Marcia e revelou que por uma brincadeira do destino, seu filho Junior Rodrigues, o mesmo bebê que a médica ajudou vir ao mundo há trinta anos, começou a trabalhar ao lado da obstetra.

“Eu costumava escrever na minha agenda um diário da minha gestação. Um dia resolvi mostrar para o meu filho e nesse momento ele viu anotado o telefone dela e disse: ‘mãe, essa é a doutora Marcia!’. Eu demorei para entender, até que ele explicou que a médica que trabalhava com ele era a mesma que tinha feito o meu parto. Acredito ter sido um encontro de almas: Márcia estava predestinada a fazer parte da minha vida”, declara.

Já sobre sua imponente marca de 25 mil partos, a profissional declara: “nunca quis contabilizar o montante de partos, o que acho importante é continuar realizando com muito carinho e profissionalismo o meu trabalho. Todos os partos foram muito especiais e o que me deixa feliz e realizada é poder fazer parte de um momento tão especial na vida de cada uma dessas mulheres”, finaliza.

Fonte: Secom – Prefeitura de Barueri