Corpo de Bombeiros simula acidente com apoio do Demutran e Defesa Civil

0
17

Toque de sirenes em veículos conduzidos por socorristas que chegaram rápido a uma área demarcada chamou a atenção na rua Cabo PM José Maria Schiavelli, 205, na Vila Porto (bairro Boa Vista). Mas calma! Era apenas uma simulação com vítimas de acidentes de trânsito na sede da Estação Barueri do 18º GB (Grupamento de Bombeiros).

Além do Corpo de Bombeiros, a ação contou com apoio do Demutran, da Defesa Civil e do Resgate Municipal, ligados à Secretaria de Segurança e Mobilidade Urbana (SSMU) de Barueri, na manhã de quarta-feira, 22, como parte integrante de eventos organizados para conscientizar motoristas, motociclistas, ciclistas e pedestres na Semana Nacional do Trânsito (SNT), celebrada todos os anos entre 18 e 25 de setembro.

O simulado movimentou equipes de salvamento das estações de bombeiros de Barueri, Carapicuíba, Osasco e Itapevi.

Parte do trânsito local foi fechado pelo Demutran, que cedeu um caminhão de guincho para transporte de dois carros de sucatas utilizados pelo Corpo de Bombeiros para fazer o simulado – evento apresentado pelo tenente comandante da estação Barueri, Renato Cares De Favari, que, por sua vez, designou o primeiro sargento do 18º GB, Marcio Alves Garcia, para dirigir as ações.

Para o simulado, foram colocados os dois carros um sobre o outro, com bombeiros dentro, em espaço ao lado da rua em frente à sede do 18ºGB. “É um acidente onde o carro acaba capotando e veio parar em cima de outro veículo que estava na outra mão da via, e temos o objetivo de salvar as vítimas com a menor lesão possível, minimizando ao máximo o trauma sofrido nessa ocorrência”, explicou, antes de iniciar a operação, o comandante Garcia.

Na demonstração, os socorristas adotaram os mesmos procedimentos dos acidentes reais, como análise, sinalização e estabilização do local, corte de veículos com as ferramentas usadas no dia a dia.

Os bombeiros realizaram todo atendimento emergencial de forma segura; as vítimas foram colocadas em macas e transportadas pela viatura do Resgate Municipal, saindo do local como se fossem direto para hospitais da região. “Para cada tipo de acidente, demanda-se um plano de extração diferente. Então, nesse caso do simulado, o comandante achou melhor tirar parcialmente o teto. Foi retirando as vítimas e encaminhando-as para o atendimento hospitalar”, explicou o tenente De Favari sobre a decisão tomada pelo primeiro sargento Garcia no simulado.

Ainda segundo De Favari, durante um atendimento, os socorristas identificam as condições das vítimas, tipos de riscos (fiação elétrica, tubos de esgoto abertos) tomando todos os cuidados necessários para que não ocorram outros acidentes.

De acordo com Garcia, ainda há, infelizmente, um bom índice de acidentes como o do simulado ocorrendo por diversos fatores. “A gente treina sempre, porque nunca sabe quando vai deparar. É situação que não é normal, mas quando ocorre a gente procura realizar esse trabalho com toda uma coordenação, pedido de apoio, para que as vítimas sejam atendidas o mais rápido e com o maior êxito possível”, finalizou.

Presente à ação, o comandante do Demutran, José Luiz Pinheiro de Oliveira, disse que o simulado serve para aperfeiçoar a prática do dia a dia, o que não é difícil de ocorrer. “Toda hora acontece um acidente e a gente tem que estar preparado para a situação. E como é uma ação prática, a gente acaba se aperfeiçoando em relação a fechamento do trânsito, como se posicionar, como apoiar melhor e não causar outro tipo de acidente, garantindo a segurança de quem estiver operando”, finaliza.

Fonte: Secom – Prefeitura de Barueri