Bolsistas do Renascer iniciam visitas para conhecer serviços da Prefeitura

0
24

Bolsistas do programa Renascer iniciaram na quarta-feira, dia 23, na Secretaria da Família (Sefam), a maratona de visitas técnicas programadas até dezembro deste ano para que eles possam conhecer como funciona o trabalho realizado pelas Secretarias Municipais e seus servidores, bem como a importância do poder executivo para uma cidade e sua população.

O Renascer foi implantado pela Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social (Sads), em parceria com o Fundo Social de Solidariedade de Barueri. Oferece cursos de capacitação e trabalho a ex-moradores em situação de rua e que hoje estão acolhidos na Cáritas (Casa São Francisco de Assis) resgatando a dignidade e o sentido de viver.

Os bolsistas, 65 no total, são do curso de paisagismo e jardinagem. Alguns deles estão cursando violão nas Oficinas de Artes da Secretaria de Cultura e Turismo. Além das visitas técnicas e passeios, às quartas-feiras, o grupo realiza atividades em grupo às quintas e sextas-feiras; atividades laborais às segundas e terças-feiras, no projeto “Horta da Gente”, no Parque Ecológico, em Alphaville, e no Cepad (Centro de Proteção ao Animal Doméstico), no Jardim dos Altos. Atuam ainda em órgãos como os Núcleos de Moda da Sads.

Proteção às famílias
Na Sefam, responsável por promover ações e projetos de apoio às famílias, formulando políticas e diretrizes referentes à promoção e à defesa da família, os bolsistas conheceram o prédio e servidores da Secretaria, que falaram sobre cargos e atividades desenvolvidas no dia a dia pela pasta.

O secretario Silvio Macedo agradeceu pelo convite enviado pela primeira-dama Sônia Furlan, presidente do Fundo Social de Solidariedade. “Essa é uma iniciativa importante e belíssima, porque dá oportunidade para vocês (bolsistas) verem de perto como funciona o governo por dentro”.

Silvio Macedo explicou que a Sefam agrega o Parque da Maturidade, Coordenadoria da Juventude e tem a função de articular ações com as demais Secretarias, para fortalecer a rede de proteção à família, de programas que já existem nas diversas secretarias. “O papel da Sefam é articular políticas públicas da família. Fazer com que essa rede funcione de forma estratégica, que dê resultados mais rápidos e que as famílias sejam atendidas de maneira mais plena”.

O secretário acrescentou ainda que a Sefam é o órgão oficial da prefeitura para estar em contato com toda a sociedade civil que atende famílias. “Falamos de OAB, Vara da Infância, Ministério Público, entidades religiosas, Ongs”, explicou Silvio Macedo, que destacou o programa “Famílias Fortes”. Implementado em Barueri, após o prefeito assinar em 7 de julho de 2021 um termo de cooperação com o governo federal, o programa é baseado em uma metodologia de prevenção de comportamentos de risco destinada a famílias com adolescentes de 10 a 14 anos de idade.

Restaurando vidas
Na visita técnica de quarta-feira, os bolsistas interagiram com os servidores da Sefam. Apresentaram-se um a um, fizeram perguntas e destacaram a importância do Renascer. É o caso, por exemplo, de Selma Maria Nunes, mãe de Nicholas Nunes. Ambos são do curso de paisagismo e jardinagem e residentes do Cáritas. “O programa significa o começo de uma restauração para nossas vidas. É uma restituição de tudo o que a gente perdeu. A nossa história foi uma história de autodestruição. O Renascer tem nos ensinado muitas coisas, uma época de aprendizado e experiência. Glorificamos a Deus por isso”, agradeceu Selma. 

Natural de Imperatriz (MA), Selma trabalha no Cepad; o filho Nicholas, no projeto  “Horta da Gente”, onde ele gravou o clipe de uma música gospel que ele mesmo compôs, chamada “Nada se compara a ti”. A divulgação aconteceu no dia 23 de setembro de 2021, quando Barueri lançou oficialmente o Programa Municipal de Implementação da Agenda 2030 de Desenvolvimento Sustentável da ONU (Organização das Nações Unidas). “Fui encontrado pelo projeto Renascer, com ajuda dele e de Jesus eu realmente renasci”, disse Nicholas.

Selma conta que há 2 anos ela e o filho viveram um período de vida muito difícil. “Se não fôssemos colhidos no programa Renascer, eu e o Nicholas não estaríamos vivos. Deus permitiu que passássemos por esse processo. Foi um momento de cura espiritual, mental e física para mim e o Nicholas”, conta. 

Benefícios do programa
De acordo com Ana Paula Paschoalin Gozi, da Sads, os bolsistas precisam ter endereço fixo para cadastro do Benfácil (bilhete de ônibus) e bancário para receber o benefício (valor financeiro). Com isso, eles recebem meio salário mínimo mensal por quatro horas diárias no período inicial. Depois de 90 dias, são avaliados, passam a trabalhar seis horas e a ganhar R$ 942,00. “As visitas técnicas são para eles resgatarem a cidadania, para saberem como funciona a rede, os equipamentos da Prefeitura, conhecendo a demanda de cada secretaria”, reforçou a integrante da equipe gestora do programa Renascer.

Fonte: Secom – Prefeitura de Barueri