Barueri encerra o mês da mulher e destaca principais ações dedicadas a elas

0
30

A Prefeitura de Barueri, por meio da Secretaria da Mulher, encerrou o mês dedicado às mulheres na manhã desta quinta-feira (31) com uma cerimônia repleta de informações sobre os serviços oferecidos às baruerienses.

“Apesar do evento de hoje ser sobre o encerramento da programação do mês de março, hoje vamos destacar que em Barueri nós temos ações o ano inteiro para a mulher. No município nós não temos somente o discurso político para mulheres, temos ações efetivas”, destaca a secretária da Mulher, Giani Cristina de Souza.

Cuidando das mulheres
A cerimônia contou com a apresentação das alunas da Secretaria da Mulher dançando uma versão da música “vai malandra”, com letra de combate à violência contra a mulher, e representantes de diversas Secretarias que falaram sobre os serviços ofertados para as mulheres na cidade.

A Secretaria da Saúde, por exemplo, citou ações voltadas ao acolhimento de adolescentes no sentido de prevenir a gravidez precoce, disponibilizando métodos contraceptivos implantáveis.

“É preciso acolher as mulheres e garantir que tenham acesso ao seu direito de decidir quando e se quer engravidar”, disse a coordenadora de Atenção Básica à Saúde (Cabs), Fernanda Lucas Medeiros Munhoz.

Mulher que luta
A secretária de Assistência e Desenvolvimento Social (Sads), Adriana Bueno Molina, destacou o trabalho realizado nas unidades dos Cras, que atendem em sua grande maioria as mulheres.

“Nos Cras oferecemos várias atividades para as famílias, e quem está à frente da família é a mulher, porque ela é a que corre atrás dos serviços e direitos para garantir a proteção e o bem-estar da sua família”, ressalta a secretária.

Mães acolhidas
A representante da Secretaria dos Direitos da Pessoa com Deficiência (SDPD), Mônica Garone, destacou um projeto piloto que visa formar um time de futebol feminino composto pelas mães dos usuários.

“São mães com uma carga muito elevada. Por isso a SDPD procura se aproximar dessas mulheres através de canais de comunicação e por oficinas exclusivas. Enquanto aguardam os seus filhos serem atendidos, podem também ter um momento só para elas”, conta.

Mulher protegida
O programa Guardiã Maria da Penha também foi destacado no encontro pela subinspetora da Guarda Civil Municipal de Barueri, Keli Rigonati, que coordena o programa de proteção à vítima de violência doméstica.

“O nosso trabalho é o de fiscalizar o autor da violência e também de acompanhar a vítima diariamente com a intenção de garantir a proteção dessa mulher que foi destruída psicologicamente e fisicamente. É importante se colocar no lugar dessa mulher. Por isso, denuncie”, reforça a subinspetora.

Mulher ouvida
O secretário de Relações Institucionais, Mario Trimboli, que também é responsável pela Ouvidoria Municipal, revelou que 80% das demandas vêm das mulheres. “As mulheres são as que buscam pelos seus direitos. São determinadas e engajadas” disse.

Programa 10 tons de rosa 
No evento também foi lançada mais uma edição do programa 10 tons de Rosa. Ele tem o objetivo de acolher as integrantes do Núcleo de Combate ao Câncer de Mama por meio de ações voltadas à saúde, ao bem-estar e ao resgate da autoestima. O programa, assim como o Núcleo de Combate ao Câncer de Mama, já ajudaram centenas de mulheres acometidas pelo câncer de mama a seguirem em frente na luta contra a doença. 

Fonte: Secom – Prefeitura de Barueri