Adoção especial dá um novo lar para pets idosos, deficientes ou de grande porte

0
130

O Centro de Proteção ao Animal Doméstico (Cepad), mantido pela Secretaria de Recursos Naturais e Meio Ambiente de Barueri (Sema), está com um projeto que auxilia na adoção de cães e gatos com necessidades especiais, idosos e de grande porte. São animais em situação de abandono ou que sofreram acidentes graves e passaram por atendimento no Cepad e, após completa recuperação, são encaminhados para adoção responsável.   

Os cães e gatos com deficiência, seja por acidente, por doenças que limitam ou impedem a locomoção ou devido a uma má formação congênita, são preparados para ter uma vida normal dentro de sua condição. E esse impedimento não atrapalha em nada o amor que os pets podem oferecer. Hoje a unidade possui oito animais com deficiência aguardando uma família carinhosa e disposta a aceitá-los.  

Cristina Formaris Costa adotou a cachorra Julia em dezembro de 2019 e vem fazendo de tudo para dar-lhe a melhor condição de vida. Ela garante que o amor não tem qualquer limitação. “A característica do pet faz com cuidemos e passemos a ter mais amor por ele e tal condição não impede que ele seja carinhoso comigo. Essa cachorra tem uma deficiência grave da cintura para baixo. Eu tenho muito amor por ela, é uma cachorra dócil, que a gente sabe que precisa muito de um carinho”, diz.  

E Julia não é o primeiro animal especial que Cristina adota.  “Tenho um, que é o Pipoca, um amor de cachorro, mas acho que ele foi tão judiado, foi atropelado, que ele perdeu a perna.  Ele é um cachorro muito feliz, o carinho que ele dá pra gente é indescritível, a gratidão dele é maior que tudo, a gente sente a gratidão nos olhinhos dele. Acho que não é a condição do animal, não é a idade, é o amor que a gente tem que dar pra ele. Quando a gente pega e tem responsabilidade, tem que ir até o fim, e não importa que ele dure 10, 15 ou 20 anos, enquanto ele está com a gente temos que ter a responsabilidade de dar uma vida melhor pra eles”, afirma.  

Animais idosos 

Para o amor também não existe idade e o Cepad tem hoje 25 animaizinhos da melhor idade. Mesmo eles passando por muitas frustações durante a maior parte suas vidas, não deixam de retribuir o carinho quando uma oportunidade lhes é dada.  

Para Rafael Zacharias Martins, adotante da Pretinha, a idade vem acompanhada da calma que o pet transmite ao seu tutor, além da companhia carinhosa que o bichinho proporciona. “A Preta é sensacional! São três anos com ela, a cada ano que passa ela vai ficando mais inteligente e responde mais aos comandos, e ela é super carinhosa, super companheira e onde a gente vai ela vai junto, é uma companheiraça. A única coisa ruim do cachorro é que eles morrem cedo, duram uns 15 anos ou até um pouco menos, dependendo do caso. Ela já faz parte da nossa rotina, do nosso dia, então acabou sendo algo especial, a gente fica muito feliz de ter ela em nossa companhia. Vão passando os anos, parece que ela vai ficando mais madura, ela fica cada vez melhor”, comenta o tutor. 

Grande porte 

Muitas vezes acreditamos que pets de grande porte necessitam de muito espaço, mas isso não é verdade. Exemplo disso é o labrador, uma raça que se adapta a ambientes de tamanho reduzido, como apartamentos. Desde que você passeie com ele uma hora por dia, podendo ser dividida em dois períodos de 30 minutos, de manhã e à noite, o animal consegue ter uma vida tranquila. O Cepad tem 39 cachorros de grande porte esperando adoção.  

De acordo com Catarino Marcelo Faustino de Jesus, adotante da Bebel e de outros animais do Cepad, a retribuição do amor é enorme e ele até se espanta com a maneira com que ela o reconhece e toda sua esperteza. “Estou muito feliz com ela e tenho certeza de que ela também está comigo. Até conhece o barulho do meu carro, entre vários que passam na rua, não sei como isso é possível! Ela passeia comigo de manhã e à tarde já quer novamente”, conta, alegre. E incentiva esse ato de amor: “já adotamos quatro pets lá no Cepad, só não adoto mais por conta dos vizinhos, porque qualquer cachorro late.  Estou super feliz com eles, fiz a documentação de todos. Você dá carinho e eles retribuem em dobro”. 

De acordo com a veterinária Adriana Boni, do Cepad, independentemente do animal, a responsabilidade e o amor têm de estar presentes. “Cães adultos, idosos e deficientes adotados normalmente demonstram gratidão e dão mais valor ao lar. Você saberá qual a personalidade, se são mais reservados ou brincalhões. Se você está disposto a dar atenção, amor e carinho a um animal, pense nessa possibilidade de adoção,” recomenda a especialista.

Como adotar 

Para adotar seu pet, basta comparecer à unidade do Cepad I, na rua Vera Cruz, 340, Bairro dos Altos – Barueri/SP, todos os dias da semana, inclusive sábados, domingos e feriados, das 9h às 16h, e apresentar RG, CPF e comprovante de endereço atualizado. Todos os animais disponíveis para adoção são castrados, vacinados, vermifugados e microchipados.

Fonte: Secom – Prefeitura de Barueri