SDPD e Hospitalis realizam seleção profissional de pessoas com deficiência

0
41

Mais uma seleção de profissionais do cadastro da Secretaria dos Direitos da Pessoa com Deficiência (SDPD) de Barueri, por meio do Departamento de Empregabilidade, foi realizada na última sexta-feira, dia 23, num amplo espaço disponibilizado no refeitório da entidade a fim de evitar aglomerações.

Os seis candidatos a uma vaga de escriturário no Hospitalis foram divididos em três turmas. As máscaras e o álcool em gel completavam os requisitos. A cada saída de candidatos a higienização no ambiente era completa, inclusive nas placas de acrílico para proteção.

Denny Santana Padilha, o representante de um dos maiores hospitais particulares de Barueri, é quem explicava a carga horária, os benefícios, o salário e distribuía os testes compostos por 10 questões de Língua Portuguesa, três de Matemática e uma Redação (tema: “Qualidade no Atendimento”).

Os candidatos tinham 90 minutos para completar o teste. Para passar à última fase da seleção (entrevista direta com a chefia do setor de trabalho), é exigido aproveitamento mínimo de 60%. “Houve um aumento de demanda no serviço e estamos contratando novos profissionais. Nossa empresa respeita a Lei 8.231”, lembra Denny.

A Lei Federal em referência, sancionada há quase 30 anos, prevê que empresas que tenham de 100 a 200 funcionários contratem 2% de pessoas com deficiência, e assim progressivamente. Confira a lei na íntegra AQUI.

Luta por espaço
A ideia previa que muitas vagas seriam criadas, mas segundo a RAIS (Relação Anual de Informações Sociai) de 2019, há 486.756 pessoas com alguma deficiência trabalhando formalmente no Brasil, número que não chega a 1% do contingente. A fiscalização é de responsabilidade do Ministério do Trabalho.

“Já cadastramos 283 empresas desde a criação do Departamento de Empregabilidade para facilitar as contratações previstas na Lei. A SDPD já realizou diversos processos seletivos, que resultaram na contratação de 96 trabalhadores com deficiência em 2019 e 2020”, ressalta Thalita Souza, assessora de gabinete da SDPD.

Devido à crise econômica acarretada pela pandemia de Covid-19, os processos seletivos reduziram drasticamente em 2021. Uma nova lei sancionada em julho/2020 (14020/20), prevê que pessoas com deficiência não sejam demitidas de qualquer empresa, exceto por justa causa.

Fonte: Secom – Prefeitura de Barueri