SDPD completa 11 anos mantendo vínculos e lutando por direitos

0
58

Herbert Andrade Vicente, 21 anos, gosta de participar das aulas on-line que acontecem toda semana. Adora as oficinas de desenho e de música. É pontual e não perde nada. Já o Marcelo Pimentel, 10 anos de idade, corre para pegar os brinquedos e utensílios como corda, garrafas, bola de futebol, cones e outros instrumentos para participar das atividades também on-line. Ambos têm a mesma condição genética, a síndrome de Down, mas não é a única coisa em comum. Os garotos enfrentam o isolamento exigido pela pandemia com o essencial apoio das atividades remotas promovidas pela Secretaria dos Direitos da Pessoa com Deficiência de Barueri (SDPD).

As mães de Herbet, Brasilina Benedita Vicente, e de Marcelo, Cícera Pimentel, também têm muito em comum: a gratidão por contar com um atendimento público de qualidade voltado à pessoa com deficiência.

“Eu agradeço muito por ter a SDPD. Eles nos ajudam demais e creio que ajudam muitas outras famílias. É uma dedicação fora de série. É uma Secretaria muito bem estruturada e a Prefeitura de Barueri está de parabéns”, declara Cícera Pimentel.

São 11 anos de avanços em prol da pessoa com deficiência
No dia 18 de agosto, a SDPD completa 11 anos de existência. É mais de uma década oferecendo serviços que contribuem com o desenvolvimento em diversas áreas. São mais de 12 mil pessoas cadastradas e que são beneficiadas através do esporte, da cultura, de passeios inclusivos, de apoio tecnológico e muito mais.

Tecnologia Assistiva
O Departamento de Tecnologia Assistiva da SDPD é um grande diferencial. A pessoa com deficiência de Barueri tem acesso a recursos tecnológicos que são essenciais para resgatar a autonomia. Órteses, próteses com tecnologia de ponta, aparelhos auditivos, cadeira de rodas e guinchos elétricos que auxiliam na remoção de pessoas acamadas estão na lista de equipamentos disponibilizados, além de acompanhamento técnico para melhor adaptação.

Equoterapia
Com um espaço exclusivo para a prática de equoterapia (terapia com cavalos), os atendidos pela SDPD contam com uma terapia que proporciona um tratamento multidisciplinar e interdisciplinar que melhora a coordenação motora, o equilíbrio, o tônus muscular, a socialização, a concentração, dentre outros benefícios terapêuticos e físicos.

Emprego que vai além da Lei de cotas
Garantir a autonomia de pessoas com deficiência por meio da inserção no mercado de trabalho é um dos principais focos da SDPD, que se mobiliza sempre para garantir que pessoas com deficiência conquistem seu espaço. A área de empregabilidade da SDPD, por meio do Projeto Incluir, ganhou até prêmio internacional ao ser reconhecida como ideia inovadora por capacitar e auxiliar pessoas com deficiência a ingressarem no mercado.

Esporte como ferramenta de inclusão
Ao longo dos anos a SDPD apresentou o esporte para centenas de pessoas com deficiência como mais uma ferramenta de inclusão e resgate da autoestima. Um bom exemplo está na Bocha, uma das práticas esportivas mais inclusivas, que permaneceu mesmo durante a pandemia em competições on-line.

Centro-Dia
O Centro-Dia foi mais um avanço ofertado à pessoa com deficiência adulta, que oferece uma atenção singular e amplia essa assistência aos familiares por meio de oficinas de criação.  O serviço tem oficinas de cultura, artesanato, esporte e passeios acessíveis, além de outras ações que estimulam as atividades de fazer.

“Nos últimos anos, expandimos o atendimento e conquistamos até prêmios internacionais. Somos referência na região. Representantes de outras cidades nos procuram, pois querem inserir em suas cidades a nossa maneira de gerir. Esse trabalho é reconhecido graças ao um incrível trabalho técnico feito com muito carinho”, declara Carlos Roberto da Silva, secretário dos Direitos da Pessoa com Deficiência.

Fonte: Secom – Prefeitura de Barueri