O drama ‘Pendular’ será o filme do Bate-papo de Cinema deste sábado

0
27

Neste sábado, dia 16, às 18h, o Museu da Imagem e do Som (MIS), em parceria com a Secretaria de Cultura e Turismo de Barueri, apresenta o Bate-papo de cinema com o filme “Pendular”, de produção brasileira e argentina. O acesso para a inscrição está neste link.

O drama/romance “Pendular” (Brasil/Argentina, 2017) retrata a história de um jovem casal que se instala em um grande galpão industrial abandonado. Uma fita laranja colada ao chão separa o espaço em duas partes iguais: à direita, um atelier de escultura; à esquerda, um espaço de ensaio de dança. Pendular acontece neste ambiente onde arte, performance e intimidade se misturam; e onde os personagens perdem aos poucos a capacidade de distinguir entre seus projetos artísticos, o passado de cada um e sua relação.

Com classificação de 18 anos e acessibilidade de libras, a sessão tem a parceria da Vitrine Filmes. Aos sábados o MIS realiza exibições de filmes seguidos de debates ao vivo no YouTube do Museu, buscando trazer membros da equipe dos filmes, pesquisadores da área, críticos de cinema, jornalistas e agentes cineclubistas para discutir sobre a obra e apresentar curiosidades da produção.

A debatedora do Bate-papo deste sábado será Giuliana Monteiro, roteirista e diretora nascida em São Paulo, mestre em produção de filmes pela faculdade de Nova York Tisch School of the Arts, onde dirigiu e roteirizou diferentes projetos audiovisuais. Atualmente, trabalha em dois filmes, o seu primeiro longa-metragem ficcional, “Estrada para Livramento”, que tem o apoio do fundo Spike Lee para desenvolvimento e da Fundação San Francisco Film Society, além da finalização do documental “Bento”.

O debate contará também com a presença de Vanise Carneiro, atriz, diretora e preparadora de elenco. Formada em Artes Cênicas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Por sua atuação em cinema recebeu diversos prêmios em festivais como os de Gramado, Brasília, Ceará e São Luís do Maranhão. Atualmente trabalha na produção do curta “Tudo o que cresce e voa”, roteiro de sua autoria que recebeu o Prêmio Rota/Cabíria de melhor Protagonista feminina neste ano, e na preparação de elenco do longa “Viola no Redemoinho”.

Fonte: Secom – Prefeitura de Barueri