Blitz orienta munícipes sobre mosquito da dengue

0
83

No sábado, dia 12, do meio-dia às 17h, ocorreu no Centro da cidade a Blitz contra a Dengue, promovida pela equipe do Departamento Técnico de Controle de Zoonoses (DTCZ) da Secretaria de Saúde. Por meio de faixas, da entrega de materiais informativos e abordagens para tirar dúvidas, a ação orientou os munícipes sobre o Aedes aegypti.

Os profissionais enfatizaram a importância de evitar o acúmulo de água limpa parada, principalmente neste período de calor intenso e chuvas, uma vez que é ambiente favorito para o mosquito depositar seus ovos.

As abordagens ocorreram na Feirarte (no estacionamento em frente à Prefeitura), onde havia uma barraca com cartazes e folhetos. Lá foi colocado um aquário bem fechado com algumas larvas e mosquitos para que as pessoas saibam reconhecê-los.

As equipes também passaram deixando seu recado no terminal rodoferroviário Gualberto Tolaini, nas vias públicas que circundam o Boulevard Central, nos semáforos de toda a região central.

“Nós estamos aqui hoje para poder orientar e conscientizar a população sobre o combate ao Aedes aegypt, esse mosquito que tem transmitido dengue, zika, chikungunya e febre amarela, e da importância de se eliminar os criadouros, que são os recipientes com água parada”, justificou a responsável pelo DTCZ de Barueri, Marta Chaves Pereira de Lima.

“A importância da conscientização sobre a eliminação dos criadouros é porque o mosquito precisa da água parada para se reproduzir. Eliminando a água, a gente tira do mosquito as condições de proliferar no ambiente. Ao agirmos, impedindo que o mosquito passe pela fase de larva e pupa, interrompemos o ciclo e evitamos que o mosquito chegue na fase de alado (fase adulta do Aedes aegypti)”, finaliza.

Durante um passeio pela Feirarte com a família, a munícipe Flavia Menezes, moradora do Vale do Sol, aprovou a abordagem e orientação da equipe da DTCZ. “Nunca é demais, a gente tem que prevenir, porque como a Covid está matando, a dengue também está. A gente está se prevenindo somente da Covid e deixando a dengue para trás, mas não pode! Tem de se prevenir e cuidar, olhar a água parada, os ralos, as plantinhas que têm água. Quem já pegou sabe a importância, igual a Covid, quem nunca pegou, não sabe o quanto é doloroso”, relatou.

Estima-se que ação tenha atingido um público de aproximadamente mil pessoas. A equipe organizadora estuda novas datas e locais para futuras edições do evento.

Fonte: Secom – Prefeitura de Barueri