Alunos da rede municipal de ensino sugerem nomes para a mascote da Sema

0
47

Em Barueri, a questão ambiental é levada a sério e a Secretaria de Recursos Naturais e Meio Ambiente (Sema) executa diversas ações educativas e de preservação. Uma delas é a “Corujinha”, a mascote criada pela pasta em 2017 com o objetivo de reforçar as ações de divulgação sobre queimadas, reciclagem, plantio, entre outras.

A corujinha foi eleita a mascote graças à participação da população. Agora chegou a hora de escolher um nome para ela.

Escolha do nome
As unidades escolares da rede municipal e da Fundação Instituto de Educação de Barueri (Fieb) irão contribuir com o concurso. As sugestões de nomes serão apresentadas pelos estudantes entre os dias 18 e 22 de outubro. Estima-se um público votante de 3.100 alunos, do 4º ao 9º ano.

Os locais participantes são: Emef Prof. Eizaburo Nomura, Emef Prof. Lênio Vieira Moraes, Emef Dep. Agenor Lino de Mattos, Emef Profª. Naly Benedicta B. C. Mancini e Emef Rita de Jesus.

A escolha dos nomes se dará por meio de formulário digital (Google Form), que estará disponível nas salas informatizadas das escolas. Caso aconteça de faltar energia elétrica e acesso à internet, será disponibilizada a versão impressa. Após o levantamento dos nomes mais escolhidos, será formulada uma enquete para a definição do nome da mascote. Nessa nova etapa, novas escolas escolherão entre as opções disponíveis.

Mascote como agente transformador
O secretário de Recursos Naturais e Meio Ambiente, Marco Antônio de Oliveira (Bidu), cita a importância da mascote como divulgadora das causas e ações ambientais geridas pela Sema.

“A corujinha, como mascote, é um instrumento de extrema importância para promovermos a Educação Ambiental de Barueri. Tendo em vista a grande biodiversidade existente na cidade, ela representa a riqueza e a conservação da fauna silvestre. Além do mais, é importante ressaltar que a corujinha, como agente lúdico, alcança tanto crianças, jovens e adultos, assim como é um meio de conscientização sobre os cuidados e preservação ambiental na cidade”, menciona Bidu.

Fonte: Secom – Prefeitura de Barueri