Aluno da rede passa em primeiro lugar no Colégio Militar do Estado de São Paulo

0
74

O estudante de Barueri Henrique Carlos Gomes Rodrigues, de apenas 10 anos, já tem um currículo de fazer inveja a qualquer um quando se observa as suas conquistas em tão pouco tempo. Pra começar, Henrique conseguiu a maior nota (9,16) no processo seletivo do Colégio Militar do Estado de São Paulo, conquistando o primeiro lugar.

Agora ex-aluno da rede municipal de ensino de Barueri, ele obteve o chamado nível A (4ª a 5ª séries do ensino fundamental) na 16ª edição da Olimpíada Brasileira de Matemática (OBMEP), em 2021. 

O jovem foi aluno da Emef Profª Elizabeth Parminond Romero e disse que pretende seguir carreira no Instituto Militar de Engenharia (IME) ou no Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), dois centros de excelência no ensino das ciências exatas, além de seguir nas competições de matemática: “a OBMEP é a porta de entrada para outras competições nacionais e internacionais de matemática”, diz.

“Minha escola sempre valorizou muito a participação dos alunos em todo tipo de desafios escolares, e nesse ano tive o apoio muito forte de minha professora Valéria Cristina Bueno, tanto para essa quanto para outras competições, além da diretora escolar Cibele Vasconcelos Machado, que sempre deu apoio pra mim e para meus pais”, detalha, agradecido, Henrique.

Ele avalia que o suporte da rede educacional do município foi fundamental na preparação para as provas. “Não tenho dúvidas do quanto o apoio da escola, a formação consistente ao longo dos anos e as atividades extracurriculares de Barueri, como o judô, me ajudaram a superar todos os desafios adicionais causados pela pandemia, quarentena e pelo ensino remoto. Só tenho a agradecer pelo ensino que tive da escola”, comenta o estudante recém aprovado.

“A preparação para o Colégio Militar foi um desafio pessoal, pois sei que é exigido um conteúdo além do que é dado no currículo nacional, tanto de escolas públicas quanto privadas. Embora a escola não possa ultrapassar o que é estabelecido pelos parâmetros curriculares nacionais, a educação em minha escola sempre incentivou a autonomia, o senso crítico e apoia a busca por desafios, seja na própria escola, seja fora dela”, finaliza.

É coisa de família
Como se não bastasse o sucesso de Henrique, sua irmã mais nova, Hannah Gomes Rodrigues, de nove anos, conquistou a medalha de ouro na Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA) em 2021.

Hannah é aluna da unidade Maria Theodora Pedreira de Freitas, da Fundação Instituto de Educação de Barueri (Fieb), e também ressalta a importância do apoio virtual da rede de ensino municipal nestes tempos de pandemia.  “Para a prova da OBA, eu treinei muito e assisti muitas aulas on-line. Quando recebi o Ouro fiquei muito feliz, minha família e meus amigos me dão os parabéns todos os dias. Eu desejo ser veterinária e ter um hospital veterinário”, conta a aluna promissora.

Cuidando do futuro
Os investimentos na modernização dos recursos e equipamentos da rede pública de ensino de Barueri são constantes. Na rede municipal, a adoção do programa Google for Education, a disponibilização de Chromebooks aos alunos e a criação das Salas Maker são apenas algumas das inovações que têm chegado para levar as crianças e jovens do município a alçarem voos cada vez mais altos.

Fonte: Secom – Prefeitura de Barueri