Água: preservar e economizar para não faltar

0
34

Na terça-feira (dia 22) é comemorado o Dia Mundial da Água. A data foi sugerida em 1992, na Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento, começando sua comemoração no ano seguinte. O objetivo da data é conscientizar as pessoas sobre a importância da água para a sobrevivência dos seres vivos e, portanto, da urgência do uso consciente e da interrupção da poluição de rios e afluentes.

Tendo isso em mente Barueri atua na preservação, como é o caso da Nascente Modelo, na Aldeia da Serra, que alimenta três lagos no bairro. 

Há também um importante trabalho de preservação das APP (Áreas de Proteção Permanente), do plantio de espécies nativas nas encostas de rios e córregos, criando regiões de microclimas para produção de água através das chuvas e de lençóis freáticos.

A água é um recurso escasso e é dever de todos preservá-la. Adotar atitudes simples no dia a dia fazem uma grande diferença, como: fechar a torneira enquanto escova os dentes ou ensaboa a louça, por exemplo, tomar banhos curtos, utilizar pouca água na lavagem de quintais e calçadas, reaproveitar a água utilizada em máquinas de lavar e tanques na higienização das áreas abertas (quintais, varandas, garagens etc.) e muitas outras medidas que podem tornar o uso mais racional e consciente.

Para a bióloga Yara Garbelotto, da Secretaria de Recursos Naturais e Meio Ambiente de Barueri (Sema), preservar os reservatórios naturais, somado às atitudes de consumo consciente são vitais para que a água não falte nem agora e nem para as futuras gerações. “Não podemos mais considerar a água um recurso natural infinito, como era feito anos atrás. São necessárias políticas públicas consistentes que preservem as nascentes e os reservatórios, bem como adotar um uso racional dentro de nossas casas. Só assim conseguiremos garantir abastecimento de qualidade para as atuais e futuras gerações”, comenta a especialista.

Fonte: Secom – Prefeitura de Barueri