Ação Extramuros 2021 realiza mais de 1500 testes rápidos

0
36

Mais de 1.500 testes rápidos contra HIV, sífilis e hepatites foram feitos na semana passada em Barueri, quando houve intensificação do Dezembro Vermelho, campanha nacional de prevenção ao HIV/Aids e outras Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs).

Fez parte da iniciativa a retomada da ação Extramuros, desempenhada pela equipe do Programa IST/Aids e Hepatites Virais no último sábado (dia 4) nos arredores da Estação Antônio João, na Aldeia de Barueri, juntamente com as Unidades Básicas de Saúde (UBSs), que realizaram testes a semana inteira.

No total, 1.552 testes rápidos foram feitos, sendo 473 de HIV, 424 de sífilis, 279 de Hepatite B e 376 Hepatite C. Só nessa ação foram identificados 52 casos reagentes, dos quais 12 para HIV, 36 para sífilis, 1 para Hepatite B e 3 para Hepatite C.

A adesão da população é muito importante, pois permite a identificação de casos positivos para início do tratamento o mais rápido possível, além de conter a transmissão, conforme explica Reinildo de Souza, coordenador do Programa.

“Nos outros anos tivemos, em média, sete casos reagentes para HIV; esse ano superou as expectativas com 12 casos diagnosticados apenas no período da campanha. O que há de positivo nisso? A realização do diagnóstico para início do tratamento precoce, para que esses casos não se tornem Aids futuramente, além de quebrar a barreira de transmissão do HIV”, frisa Reinildo.

Após o diagnóstico, as pessoas são imediatamente encaminhadas ao tratamento, que é feito com remédios e uma equipe multidisciplinar que oferece todo o amparo e o suporte necessários. “No que se refere a sífilis, segue o mesmo raciocínio, com 36 casos reagentes. Vamos fazer o monitoramento para saber se todos eles conferem um diagnóstico ou se são apenas de cicatriz sorológica (pessoas que já trataram a sífilis no passado)”, explica Reinildo.

O coordenador comemora o sucesso da campanha, especialmente com o retorno da ação Extramuros, que não pode ocorrer no ano passado devido à pandemia do novo coronavírus.

“Considerando o momento atual de pandemia, no ano passado não realizamos a ação. Podemos dizer que esse ano a campanha foi um grande sucesso. Devemos isso ao empenho dos trabalhadores das unidades de saúde e toda equipe do SAE/CTA. Lógico, contando com apoio da Secretaria de Saúde, que garantiu infraestrutura para a realização da campanha, e de outras Secretarias que colaboraram, somando esforços com todos nós”, agradece Reinildo.

Aumento nos casos
O aumento no número de casos reagentes na cidade, especialmente com relação à sífilis, preocupa os profissionais de saúde, por isso é tão importante fazer o teste rápido periodicamente. O teste é oferecido gratuitamente em todas as UBSs e no SAE (Serviço de Atenção Especializada) o ano inteiro. O resultado sai em menos de 20 minutos e é totalmente sigiloso.

Atualmente (até o final de novembro deste ano) Barueri está tratando 1.095 casos de HIV e 243 casos de sífilis. Em 2020 a cidade registrou um total de 111 casos de HIV; já este ano, até novembro, foram 95 casos. Com relação à sífilis, o salto foi grande: 171 casos notificados no ano passado e 243 este ano só até novembro.

Fonte: Secom – Prefeitura de Barueri