Palestra trata de envelhecimento e prevenção à violência contra idosos

0
51

 

A Prefeitura promoveu na tarde desta sexta-feira (14) uma palestra sobre Envelhecimento e Políticas Públicas e Conscientização sobre Violência contra a Pessoa Idosa, comemorado mundialmente neste sábado (15). O evento, promovido no Centro de Convivência do Idoso (CCI) por meio da Assessoria de Políticas para o Idoso, da Unidade de Gestão da Casa Civil (UGCC), e do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa (Comdipi), ligada administrativamente à Unidade de Gestão de Assistência e Desenvolvimento Social (UGADS), contou com a palestra do advogado João Iotti Cruz, membro do Comdipi como representante da Ordem dos Advogados do Brasil – subseção Jundiaí.

Para o assessor de Políticas para o Idoso, Vitório Ângelo Durigati, a ação da Prefeitura reforça a importância da conscientização. “Aproveitando a data, quisemos aproveitar a ocasião para conscientizar também os idosos quanto à necessidade de abertura para o diálogo com os mais jovens e inserção em outras realidades”.

Vera e Dolores souberam do encontro, pois participam das atividades voltadas aos idosos no Criju e no CCI

Já para a presidente do Comdipi, Teresa Borçari, programação visa ao amparo dessa população. “O trabalho do Conselho alerta para a necessidade de que toda a sociedade acolha a pessoa idosa. Além deste encontro de hoje, trabalhamos também com diversos setores, inclusive com as Forças de Segurança, para que os idosos sejam respeitados e amparados”.

Entre os cerca de 25 participantes, as amigas Dolores Gama, de 63 anos e moradora do jardim Flórida, e Vera Nascimento, de 67 anos e moradora da Vila Nambi, souberam do encontro pois frequentam as atividades do CCI e do Centro de Referência do Idoso (Criju), no Complexo Argos. Para Dolores, “este encontro demonstra a atenção da Prefeitura para o assunto do envelhecimento e é uma boa ocasião para expandir e atualizar conhecimentos”. Já Vera destaca os esforços pela convivência harmoniosa dos idosos com as gerações mais jovens. “O Brasil é um país que envelhece rapidamente. Esta convivência interpessoal e a proximidade com as políticas públicas ajudam até a desacelerar o processo do envelhecimento”, brinca.

O encontro contou também com a colaboração da DAE Jundiaí, da Escola Superior de Educação Física (Esef) e da Faculdade de Medicina de Jundiaí (FMJ).