Jundiaí pode ser compensada por gastos com cidadãos de Cajamar

0
58

 

Na manhã desta quarta-feira (26), o prefeito Luiz Fernando Machado e gestores de diferentes áreas do governo se reuniram com o novo prefeito de Cajamar, Danilo Joan, e parte de seu secretariado. Na pauta do encontro, tratativas iniciais de um protocolo de cooperação entre os dois municípios que pode, entre outras ações, resultar na compensação de Jundiaí por gastos referentes aos serviços da saúde prestados aos moradores daquela cidade.

Atualmente, somente no Hospital São Vicente de Paulo (HSVP), 40% dos atendimentos realizados são destinados a moradores de outros municípios. A intenção é estabelecer um estudo de caso que permita à Cajamar utilizar estes serviços por meio de contrapartida, garantindo assim o serviço, sem prejuízo para Jundiaí.

O acordo de cooperação ‘Jundiaí-Cajamar’, que inicialmente vai focar nas áreas de saúde e tecnologia da informação, foi classificado pelos prefeitos como inédito e inovador, pois permite a troca de experiências em setores estratégicos para o desenvolvimento das cidades. “É a primeira vez que ouço um prefeito falar em compensação na saúde. Sinal de maturidade de um gestor que entende o tamanho de suas responsabilidades”, pontou Luiz Fernando Machado.

Prefeitura de Jundiaí vai iniciar estudos sobre possibilidade de cooperação com Cajamar

Durante a agenda, houve a apresentação do secretariado de ambas as cidades, uma segunda etapa é a produção de um diagnóstico que permita avaliar a dimensão da contribuição e colaboração a ser dada, enquanto as áreas jurídicas das cidades formatam o acordo de cooperação.

Para o gestor da Casa Civil de Jundiaí, Gustavo Maryssael, a iniciativa tem respaldo constitucional. “O pacto federativo pressupõe relação e cooperação entre os entes, principalmente entre municípios. O acordo iniciado hoje é uma ação benéfica que retira as cidades da área de conforto ou comodismo e as colocam como protagonistas para a solução de problemas comuns”, argumentou.

O gestor de Governo e Finanças, José Antônio Parimoschi, destacou a relevância da troca de experiências entre municípios, sobretudo nas áreas de planejamento, gestão, finanças e tecnologia da informação. Segundo ele, agir com responsabilidade fiscal e alocar corretamente os recursos no orçamento para os serviços públicos mais demandados pelo cidadão, além de implantar mecanismos eficientes de governança, são requisitos essenciais para atender às prioridades da população. Jundiaí adotou um modelo inovador de gestão orientada para resultados que pode ser compartilhado com a nova administração de Cajamar.