Integração entre forças de segurança e Consegs aproxima a comunidade

0
45

 

Em junho, o Conseg Barão de Jundiahy promoveu a sua reunião mensal na Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL). Coordenado pelo presidente José Henrique de Oliveira Coelho, o destaque do encontro foi para o trabalho realizado sobre policiamento comunitário, que que garante a confiabilidade e credibilidade dos envolvidos, uma vez que a população possui direito e também responsabilidade na segurança pública e deve ter uma atuação ativa perante os mecanismos de enfrentamento ao crime e manutenção da segurança.

Entre outras pautas, estavam o Programa Educação para Não Violência – Grupo de Educação e Prevenção às Drogas (Educavi-Gepad); os sistemas inteligentes de Monitoramento da GMJ – a Central de Monitoramento Eletrônico de Câmeras – Olho Vivo e o OCR – leitura dos caracteres da placas dos veículos que adentram e/ou circulam pelo município e possam acusar irregularidades (produto de furto/roubo, clonados – os chamados dublês; dentre outros); a atualização de informações sobre o andamento do Programa Vizinhança Solidária, da Polícia Militar, em fase de implantação em diversos bairros; as discussões sobre a possibilidade da criação de um grupo integrado de combate às drogas; e outras demandas.

Durante os encontros promovidos pelos Conselhos Comunitários de Segurança (Consegs) existentes na cidade – Barão de Jundiahy, Japi Jundiaí e Jundiaí Leste – reafirma-se a importância e necessidade da participação pró-ativa da população como forma de conhecer uma das principais características da polícia comunitária: a parceria efetiva entre os órgãos da segurança pública, que conta o incentivo e o apoio da atual Administração. Fornecer informações sobre a suspeita de delitos é fundamental para que os trabalhos sejam efetuados de acordo com as ações específicas programadas pelas forças integradas, contribui significativamente para a redução nos índices de violência e criminalidade.

“Nossas reuniões também acontecem entre os presidentes dos Consegs, uma vez que direcionamos os trabalhos para regiões bem extensas, porém com demandas em comum que buscam acima de tudo a prevenção. As vítimas dos delitos podem estar em qualquer local da cidade, por isso a importância do fortalecimento na proximidade entre a população e as forças de segurança do município que sempre manifestam o compromisso de garantir o bem-estar de todos”, destacou o presidente do Conselho Barão de Jundiaí. 

Também participaram da reunião, o comandante da 1ª Cia. do 11º Batalhão da Polícia Militar do Interior (BPMI), capitão PM Samuel Barban Ruiz; o subinspetor Erich Streng Godoi (representando o inspetor Benedito Marcos Moreno, comandante da Guarda Municipal de Jundiaí – GMJ); o assessor especial para Assuntos de Segurança Pública do Gabinete de Gestão Integrada Municipal (GGIM), Aloysio Queiroz; os delegados titulares Josias Guimarães (1º Distrito Policial – DP); Florisval Silva Santos (6º DP); e a delegada Camila Duarte Pena (7º DP); o vereador Douglas Medeiros; dentre outros representantes de instituições e moradores dos bairros abrangidos pelo Conselho.

Abrangência
O Conseg Barão de Jundiahy abrange a região do 1º Distrito Policial (Centro, vilas Liberdade e Municipal); do 6º (vilas Nova Jundiainópolis, Rami, Campos Sales, Garcia, Maringá; jardins Pitangueiras II, Bonfiglioli, Tijuco Preto, Santa Gertrudes, Cica, Vianelo, Parque União; Malota); além do 7º Distrito Policial (jardins Paulista I, Paulista II, Santa Adelaide, Paris: vilas Japi II, Della Piazza, Ana; Bela Vista, Retiro, Anhangabaú, Parque do Colégio; jardins Ana Maria, Messina, Campos Elíseos, Chácara Urbana.