Crianças falam sobre segurança e respeito em reunião do Comitê

0
101

 

Na tarde deste sábado (25), a Prefeitura de Jundiaí, por meio da Unidade de Gestão da Cultura (UGC), promoveu a segunda reunião do Comitê das Crianças, um órgão consultivo formado este ano com o objetivo de dar voz às crianças jundiaienses na construção da cidade. Jundiaí é o primeiro Município do Estado a integrar a Rede Latino Americana – Projeto Cidade das Crianças e segundo no País, logo após Boa Vista (Roraima).

No encontro de hoje, realizado na Sala dos Relógios, no Complexo Fepasa, o grupo apresentou temas que consideram importantes na discussão para tornar Jundiaí uma cidade amiga da criança. “Eu acho que o mais importante é ter uma cidade segura para todo mundo, assim, nós poderemos andar à vontade pelas ruas com nossos pais”, comentou a pequena Laura. “Pedi aos meus colegas na escola para me ajudarem com sugestões e eles falaram também sobre limpeza. Devemos contribuir para deixar a cidade mais limpa e bonita”, completou.

Outro ponto abordado na reunião foi o respeito às diferenças. Para Gabriel, é preciso que todos entendam que as pessoas não são iguais e devem viver em harmonia, sem preconceitos. “Tem que mostrar para a população que não é legal tratar mal uma outra pessoa só porque ela é diferente de você”, disse. “Morar em uma cidade mais colorida e feliz também é um desejo nosso”, afirmou José, outro integrante do Comitê.

As crianças escreveram em papéis, que foram transformados em aviões, as ideias que consideram importantes. O gestor de Cultura, Marcelo Peroni, explicou que na próxima quinta-feira (30), os adultos que trabalham no Paço Municipal serão convidados a escreverem em folhas de papel aquilo que consideram importante para que Jundiaí seja uma cidade amiga da criança. “Vamos comparar as sugestões para verificar se há semelhanças entre o olhar da criança e do adulto jundiaiense para o Município”, detalhou.